sábado, 23 de outubro de 2010

AGINDO TOLAMENTE

I Sam.13:13a – “Então disse Samuel a Saul: Procedeste nesciamente; e não guardaste o mandamento que o Senhor teu Deus te ordenou.”
Quando a ansiedade toma conta de nosso coração, agimos totalmente nos precipitando. Precisamos encontrar um ponto de equilíbrio para que a nossa ação corresponda às expectativas de Deus. Samuel, o profeta, havia instruído o rei Saul para que aguardasse a sua chegada para oferecer os holocaustos e as ofertas ao Senhor.
I Sam.10:8 –“Sete dias esperarás, até que eu venha a ti e te declare o que hás de fazer.”
Temos que seguir à risca as instruções que recebemos dos profetas de Deus, mas Saul, não soube esperar...
I Sam.13:8a – “E esperou Saul sete dias até o tempo que Samuel determinou.”
Após ter apresentado os holocaustos e as ofertas Samuel chegou e lhe repreendeu pela sua imprudência e impaciência, porque Samuel chegou neste mesmo dia.
As ofertas e os holocaustos eram oferecidos à Deus somente através de quem já estava designado por Deus e era o profeta Samuel que tinha esta função.
Não podemos atropelar as instruções e os planos de Deus e, neste caso, a ansiedade de Saul o levou a desobedecer às ordens dadas – foi imprudente e perdeu o reino. Um pequeno detalhe pode fazer toda a diferença e mudar a história de um homem, especialmente ungido para ser rei.
I Sam.13:13b – “Porque agora o Senhor teria confirmado o teu reino sobre Israel para sempre.”
Toda a desobediência acarreta perdas desnecessárias, o Senhor não se agrada de sacrifícios tolos.
Ecl.5:1 – “Guarda teu pé, quando entrares na casa de Deus; e inclina-te mais para ouvir do que oferecer sacrifícios tolos, pois não sabem que fazem mal.”
Nosso sucesso depende da obediência a palavra de Deus.
Sam.15:22 – “Porém Samuel disse: Tem porventura o Senhor tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como que lhe obedeça a sua palavra? Eis que obedecer é melhor que sacrificar; e o atender melhor é do que gordura de carneiro.”
Tenha em mente isto: se suas decisões são tomadas precipitadamente, sem a direção de Deus, certamente estarão fadadas ao fracasso.

Nenhum comentário: