domingo, 31 de outubro de 2010

DOSAGEM CERTA

Pv.25:16 – “Achaste mel? Come o que te baste, para que porventura não te fartes dele e venha a vomitar.”
Sabemos que o mel é um alimento saudável, bactericida, com propriedades curativas, mas também sabemos que, em excesso, produz enjôo.
Pv.24:13 – “Come mel, meu filho, porque é bom, e favo de mel, que é doce ao paladar.”
Equilíbrio é bom em qualquer situação, até na dosagem do mel.
O mesmo remédio que cura, em dosagem errada pode matar.
Jo.13:4,5 – “Levantou-se da ceia, tirou os vestidos, e, tomando uma toalha, cingiu-se. Depois, deitou água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos, e a enxugar-lhes com a toalha de que estava cingido.”
Na lavagem dos pés dos discípulos, Pedro recusou-se a ter seus pés limpos por Jesus, considerando o gesto indigno do Filho de Deus. O Senhor, então, lhe falou que aquilo era necessário para que tivesse parte com Ele:
Jo:13:9 – “Disse-lhe Pedro: Senhor, não só os pés, mas também as mãos e a cabeça.”
Naquele momento, apenas a lavagem dos pés era suficiente. Não havia necessidade de ir além...
Antes de participar da ceia pascal, os judeus se banhavam duas vezes, e a lavagem dos pés era apenas para limpar a poeira acumulada durante o caminho.
Se raciocinarmos segundo as explicações bíblicas, sempre teremos uma informação precisa para mantermos uma vida equilibrada.
Pv.25:27 – “Comer muito mel não é bom, assim como a investigação da própria glória não é glória.”
Ao mesmo tempo em que a Bíblia nos incentiva a comer o mel, ela também nos alerta de que o excesso pode ser prejudicial. Podemos comer, mas em dose certa!
Sl.19:8 e 10 "Os preceitos do Senhor são retos, e alegram o coração, os mandamentos do Senhor são puros, e alumiam os olhos. São mais desejáveis que o ouro fino, e mais doces do que o mel e o licor dos favos.”

Nenhum comentário: