sábado, 29 de janeiro de 2011

CONHECIMENTO DE DEUS

Is.34:17 – “Buscai no livro do Senhor e lede: nenhuma destas coisas falhará, nem uma nem outra faltará; porque minha própria boca ordenou e seu espírito mesmo as ajuntará.”
Ninguém é completo se não tiver o conhecimento e a revelação de Deus como único criador dos céus e da terra.
Desde o princípio, quando fomos criados à sua imagem e semelhança, tivemos a necessidade de sabermos nossa procedência: de onde somos e de quem viemos...
Portanto precisamos saber quem somos:
Fomos criados pelo Supremo Criador que quis se identificar com a criatura, para que pudesse desfrutar de nossa presença e de nossa intimidade.
A forma encontrada por Deus para nos alcançar foi através dos profetas e de Sua Palavra.
II Tim.3:16,17 – “Toda a Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, redargüir, para corrigir, para instruir em justiça, para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda boa obra.”
Toda a forma de entrarmos na presença de Deus vem através do Espírito Santo, que habita em nós.
O primeiro homem que recebeu toda a revelação da criação da terra e que nos deixou por escrito foi Moisés, através dos cinco primeiros livros da Bíblia.
O autor de Gênesis nos mostra que o homem foi criado no sexto dia do processo criativo de Deus. Se Moisés não tivesse recebido tal revelação, pois falava com o Senhor face a face (Ex.30:11), como saberíamos tal fato?
As formas mais comuns de Deus se revelar a nós é através de sua Palavra, de sonhos e profecias.
Deut.4:5a,6 – “Vedes aqui que vos tenho ensinado estatutos e juízos como me mandou o Senhor meu Deus. Guardai-vos pois, e fazei-os porque esta será a vossa sabedoria e o vosso entendimento aos olhos dos povos, que ouvirão todos estes estatutos, e dirão: Este grande povo só é gente sábia e entendida.”
Por causa da indisciplina e de falta de zelo com a Palavra o mundo está perecendo.
Os.4:6 – “O povo perece por falta de conhecimento de Deus.”
Mas não deve ser assim, pois sempre é tempo de retornarmos às nossas origens.
Deut.31:12 – “Ajunta o povo, os homens, as mulheres, os meninos e os estrangeiros que estão nas tuas portas, para que ouçam, aprendam e temam ao Senhor vosso Deus, e tenham o cuidado de fazer todas as palavras desta lei.”
Recebemos a herança através do Velho Testamento pela instrução dada dos profetas aos nossos antepassados. A lei do Novo Testamento não anula a obra do antigo, embora hoje possamos desfrutar da graça, obtida através de Jesus, que substitui toda rigidez da disciplina de outrora.
Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!
O chamado é individual. A importância da Palavra de Deus é fundamental para a vida cristâ, pois nada temos que não tenhamos recebido dos céus, do Pai das Luzes, onde não há sombra nem variação (Tg.1:17).
Além de nos instruir, a Palavra de Deus nos exorta, nos aprimora e imprime em nosso caráter as qualidades daquele que nos criou para sua honra e glória.
Precisamos conhecer a Deus para servi-lo com inteireza de coração. Esta busca precisa ser intensificada. A medida de nosso conhecimento é a mesma que Deus usa para trabalhar em nós.

Nenhum comentário: