segunda-feira, 16 de novembro de 2015

FALANDO DE GUERRAS



FALANDO SOBRE GUERRAS


Tg.4:1ª – “De onde procedem as guerras e as contendas que há entre vós?”
Qual é a raiz de todas as guerras? Esta é uma pergunta que cala muito em meu coração. Por que viver uma vida tramando a destruição do próximo que foi criado a imagem e semelhança de Deus e é seu par,  e que tem o anseio de viver pacificamente?
É o orgulho, a ambição e a vontade de prevalecer e subjugar aos outros: a verdadeira “síndrome de satanás”.
Não há argumentos plausíveis para julgarmos de outra forma.
A cada dia a crueldade impera sobre estas vidas que nem podemos dizer que se assemelham a animais, pois estes matam por sobrevivência, para poder se alimentar ou se defender.
Tg.4:4 – “Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus?”
Apesar destes destruidores de vidas e de famílias acharem que estão à serviço de Deus, matando em seu nome, defendendo a moral, os bons costumes e abominando a idolatria, eles estão apenas satisfazendo seu próprio desejo de dominar e exterminar os que não estão de acôrdo com seus princípios.
I Jo.2:15 – “Não ameis o mundo e as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo o amor do Pai não está nele: porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas do mundo.”
Esta luta insana entre o bem e o mal está se instalando rapidamente, prenunciando “o armagedom”. Nossa arma de defesa contra toda esta situação aterradora é nos voltarmos para o Senhor, nos revestindo de toda a armadura de Deus, para resistirmos  no dia mal.  (Ef.6:14,18)
Tg.4:7 – “Sujeitai-vos a Deus, resisti ao diabo e ele fugirá de vós.”
O inimigo só age quando tem o aval para reinar e nos colocar sobre o jugo da escravidão. Não podemos nos deixar abater por todas as circunstâncias,  porque não andamos por vista, mas por fé, olhando para o autor e consumador de nossa fé: JESUS.

Nenhum comentário: