terça-feira, 27 de janeiro de 2015

REORGANIZAÇÃO DA TERRA


Gen.1:2 – “A terra era sem forma e vazia.”
Deus precisou reorganizar sua própria criação porque o Universo estava um caos. Em concordância com o Espírito Santo o processo de recriação foi iniciado:
Gn.1:3 – “Haja luz.”
Este foi o primeiro passo de mudança, pois no escuro não se consegue saber por onde começar. Precisamos pedir a sabedoria de Deus para priorizarmos o que fazer, por isso traga diante dele tudo aquilo que é ou foi bom em sua vida, e o que foi prejudicial, descarte, sepulte no mais profundo abismo. Deixe Deus cuidar de você para que seus propósitos sejam cumpridos, porque muitos projetos que se encontram no arquivo morto, podem ser ressuscitados!
Traga à memória de Deus suas promessas!
Lam.3:2 – “Quero trazer à lembrança aquilo que me dá esperança.”
Perder a esperança é perder o sentido da vida; não podemos abrir mão daquilo que já nos pertence. Não permita que seus projetos continuem enterrados, mas o grande segredo é ficar firme em Deus.
Quando o Senhor levou Ezequiel ao vale dos ossos secos, a experiência foi horrível, porque ele estava vivendo uma vida caótica. (Ez.37)
Os passos direcionados por Deus para a reorganização foram:
- Ajuntamento dos Ossos – ou seja arrependimento, mesmo que você esteja quebrado, Deus pode ajuntar os cacos e fazer de você um novo vaso, vaso de honra, para servi-lo em justiça.
- Formação de Carnes e Tendões – transformação, para que os ossos fiquem firmes precisa de toda a estrutura da palavra de Deus, que é essencial.
- Sopro de Vida – Precisamos do Espírito Santo para nos vivificar.
- Vento dos Quatro Cantos – Todos os sentidos renovados.
Não somos meros espectadores vendo o caos se instalar, somos ativistas, e precisamos agir em concordância com Deus. Nada de cruzar os braços diante de circunstâncias não favoráveis. Assuma sua posição como filho de Deus.
O Senhor está dando esta palavra para restauração e reorganização de sua vida.
Deus aponta todas as possibilidades para recomeçarmos. Não precisamos viver num vale de ossos secos!



Nenhum comentário: