sábado, 31 de janeiro de 2015

TALENTOS


Mt.25:15 – “E a um deu cinco talentos, e a outro dois e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade e ausentou-se para longe.”
Talentos são dons distribuídos por Deus de acordo com nossa capacidade de desenvolvê-los, mas se não o usarmos, certamente teremos que devolvê-los ao Senhor.
Esta parábola nos traz um grande ensinamento e, à medida que usamos os talentos recebidos, Deus nos capacita mais e mais a fim de multiplicá-los, porém, quando nos recusamos a usá-los perdemos não só a oportunidade de crescimento como também recebemos a  reprimenda de “servos inúteis”.
Mt.25:26 – “Servo mau e negligente, sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei?”
E novamente o Senhor nos chama a atenção:
Mt.25:26 – “Porque a qualquer que tiver dado, e terá em abundância, mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado.”
Deus não é injusto; mas se não nos interessamos em usar os dons que recebemos não podemos ter participação em seu Reino.
“Ide por todo o mundo e evangelizai.”
É uma ordem e não um pedido, e se não pudermos usar nem um talento para a expansão de seu reino, realmente somos servos inúteis.
Não importa a forma de aplicação: pode ser em oração, em socorro aos necessitados, uma pregação ou até mesmo em pequenos serviços comunitários. Se Deus lhe deu um chamado, isto é uma ordem; cumpra-a em amor.
Tg,1:17 – “Toda a boa dádiva e todo dom perfeito vem do alto. Descendo do Pai das Luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.”
Se recebemos esta graça de graça devemos distribuí-la, sem restrições...
Sl.68:18 – “Tu subiste ao alto, levaste cativo o cativeiro, recebeste dons para os homens, e até para os rebeldes, para que o Senhor habitasse entre eles.”
Jesus cumpriu seu propósito através de sua morte sacrificial nos enviando o Espírito Santo para nos habilitar com todos os dons, sem acepção de pessoas,  até mesmo os rebeldes que se converterem através da fé.
Usar nossos talentos sempre será um grande desafio, porque precisamos deixar de lado todo egoísmo e comodidade e nos condicionar à verdadeira posição de servos que precisam completar a  obra na sua totalidade.
Não tente esconder seu talento; use-o na certeza de que Deus vai te abençoar e multiplicar aquilo que já te deu.  

Nenhum comentário: