sábado, 24 de janeiro de 2015

SAINDO DE CIMA DO MURO


I Re.18:21 – “Até quando coxeareis entre dois pensamentos. Se o Senhor é Deus, segui-o. Se Baal, segui-o. Porém o povo nada respondeu.”
Só existe um caminho certo a seguir: Jesus. Não podemos agradar a dois senhores, a nossa resistência será reforçada se fizermos a opção certa.
Mt.6:4 – “Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamon.”
Somos confrontados a tomar decisões e sair de cima do muro. Nosso compromisso precisa ser com Deus. Deus não faz acepção de pessoas, mas aquele que faz a opção certa de seguir  as suas leis, certamente será mais abençoado.
Tg.4:8 – “Chegai-vos a Deus e ele chegará a vós.”
Não podemos obter o melhor de Deus se a atração mundana nos oferece maior prazer. Nossa inconsistência  em fazermos a vontade do Pai nos afastam de seus propósitos.
Tg.4:7 – “Sujeitai-vos pois a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.”
Submeta-se sempre a Deus e não seja conivente com o pecado dos outros. Eli, o sacerdote, fazia vistas grossas com relação ao pecado de seus filhos e perdeu a bênção do mandato eterno para seus descendentes.
Não caia na armadilha do inimigo: “Aquele que está em pé, cuide para não cair.”
Sl.18:21- “Porque guardei os caminhos do Senhor e não apartei impiamente do meu Deus.”
Quando habitamos no Esconderijo do Altíssimo (Sl.91), mal algum chega a nossa tenda.
Jesus nos deixou um legado especial: o Espírito Santo, e é através dele que podemos fazer a escolha certa para sermos participantes do reino de Deus.
II Co.2:11,12 – “Porque  qual dos homens sabe das coisas dos homens senão o próprio espírito que está nele? Ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus. Ora, nós não temos recebido o espírito do mundo e sim o Espírito de Deus, para que conheçamos o que nos foi dado por Deus gratuitamente.”
Apesar do espírito do mundo estar numa guerra permanente com o Espírito Santo, podemos recorrer a Ele para vencermos qualquer batalha, mas a decisão é nossa, pois temos livre-arbítrio.

Nenhum comentário: