quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

ATITUDES CORRETAS


Os.14:9 – “Quem é sábio, para que entenda estas coisas? Prudente para que as saiba? Porque os caminhos do Senhor são retos, e os justos andarão neles, mas os transgressores neles cairão.”
Nossas atitudes determinam onde passaremos a eternidade. A indecisão muitas vezes nos aponta o caminho errado.
I Re. 18:21 – “Então Elias se chegou ao povo e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o; e se Baal, segui-o.”
Neste capítulo 18 de I Reis, relata-se a história de Elias confrontando o povo entre Deus e os profetas de Baal. O povo, devido a práticas idólatras, estava indeciso a quem deveriam seguir.
As ofertas de sacrifício foram preparadas, mas o fogo consumidor atingiu somente as ofertas apresentadas no altar de Deus.
Deus é um fogo consumidor e queima todo nosso pecado e nossas injustiças.
Baal ou o Senhor? A quem devemos seguir?  Esta era a indagação...
Diante deste sinal, a queima total da oferta é que tomaram a decisão correta.
II Co.4:4 – “Nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que não lhes resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem e semelhança de Deus.”
O inimigo sempre vai procurar impedir nosso acesso ao trono de Deus; e, muitas vezes precisamos de sinais, vermos a sarça ardente, para seguirmos o rumo certo. Suas artimanhas não devem ter peso em nossas vidas.
Não adianta procurar perfeição em obras dirigidas por homens, pois só existe um que é perfeito.
Hb.12:13 – “Fazei caminhos retos para os vossos pés, para que o que manqueja se não desvie inteiramente, antes seja sarado.”
Mesmo manquejando, Deus nos acolhe para que sejamos curados e libertos, a opção é nossa, pois fomos criados com livre arbítrio.
Jo. 14:6 – “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim.”
Não devemos ficar à beira do caminho. Os indecisos não tem vez!
Mc.10:46b – “Bartimeu, o cego, filho de Timeu, estava assentado junto ao caminho, mendigando.”
Bartimeu, no momento que Jesus passou clamou por sua misericórdia (Mc.10,47,48). Este homem estava a beira do caminho até encontrar-se com Jesus, ao encontrá-lo passou a enxergar e o seguiu. Este é o caminho – andai nele.

Nenhum comentário: