domingo, 3 de abril de 2016

NÃO CORRA RISCOS




Os.10:1 – “Israel é uma vide frondosa, dá fruto para si mesmo conforme a abundância do seu fruto, multiplica seus altares conforme a bondade da terra, assim fizeram estátuas.”
Em tempos de abundância esquecemos de Deus, e corremos o risco de retrocedermos e voltar às praticas antigas.
Ef.4:17 – “E digo isto e testifico no Senhor para que não andeis mais como andam os gentios, na vaidade dos seus sentidos.”
Quando optamos em seguir o Senhor temos que abandonar todas as práticas do passado. A vida que vivíamos antes de conhecê-lo era enfraquecida pela nossa ignorância, pois nosso entendimento estava obscurecido.
 Seguir a Jesus é um compromisso sério, e deixar de lado todas as coisas antigas (pecados) é  um ponto culminante, porque antes não tínhamos a direção correta de Deus.
Não podemos retroceder neste passo de fé e nossa vida pregressa não pode mais nos constranger, porque fomos libertos. Nosso novo  padrão não pode ser alterado. Temos um Deus único e verdadeiro que não divide sua glória com ninguém, e precisamos servi-lo com total integridade, para não ficarmos no prejuízo; não podemos cair em tentação.
A palavra de Deus é a verdade e todos os nossos sentidos são renovados porque deixamos de lado todo o embaraço.
Sl.1:1 – “Bem-aventurado o homem que não anda no caminho dos pecadores e nem se assenta na roda dos escarnecedores.”
A mentira, a ira, o ressentimento não tem mais lugar, não use de pretextos para prevaricar, se sentir-se atraído pelo passado ou pela falta das coisas antigas, firme-se na Palavra e abandone tais pensamentos, estes não podem mais  dominar porque estamos revestidos da santidade e da justiça de Deus.
Lembre-se da mulher de Lot, que se transformou numa estátua de sal, porque resistiu em abandonar a vida antiga. Não podemos mais nos sujeitar aos engodos de Satanás, portanto, sejamos sempre vigilantes.
As coisas ocultas são reveladas quando a luz do Senhor brilha em nós, porque Ele revela o oculto e o escondido, e com Ele mora a luz. O arrependimento sempre nos traz de volta à casa do Pai.
Somos plantados para servir e prosperar e não há esterilidade quando estamos próximos aos ribeiros transbordantes, cujos mananciais nunca secam.
Sl.1:3  - “Pois será como a árvore plantada junto aos ribeiros de águas, a qual dá seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo o que fizer prosperará.”

Nenhum comentário: