sábado, 23 de julho de 2016



REVITALIZANDO NOSSA FÉ



Lam.5:20 – Por que te esquecerias de nós para sempre? Por que nos desampararias por tanto tempo? Converte-nos, Senhor, a ti, e nos converteremos; renova nossos dias a cada manhã.”
Você já parou para pensar quantas vezes o Senhor lhe deu livramento?
Ele estava presente... Quando você estava prestes a desistir e no  seu interior ouviu uma voz que lhe dizia: tente novamente, siga em frente.
Estava presente também, quando você atravessou um período de ‘vacas magras’, mas obteve provisão para sobreviver.
Nossa fé é provada diariamente, e precisa ser revitalizada para não sucumbirmos com o peso da provação.
Viva um dia de cada vez na expectativa de que o Senhor está conosco todos os dias de nossas vidas, até a consumação dos séculos.
Precisamos nos mover pela fé, que é a certeza das coisas que não se vê.
Sl.19:2 – “Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra a sabedoria de outra noite.”
Quando vemos as situações imprevistas com nossos olhos naturais não conseguimos dimensionar a perspectiva de Deus, e erramos o alvo. Isto é, esquecemos de quem é Deus.
Sl.90:12 – “Ensina-nos a contar nossos dias de tal maneira que alcancemos corações sábios.”
Para termos corações sábios é necessário nos aproximar do trono do Pai e o requisito principal é a fé.
Tg.1:5 – “Se alguém tem falta de sabedoria, peça a Deus, que a todos dá liberalmente, peça-a porém com fé.”
A vida com todas as suas mazelas nos tornam dependentes de nosso Criador.
Como saber que a felicidade existe, se nunca passarmos por dificuldades? Ao sobrepormos as dificuldades, podemos perceber que havia Alguém para nos dar suporte para transpassá-los
Quem não carrega sua cruz provavelmente estará vivendo num mundo subjetivo, na Ilha da Fantasia. Uma vida sem cruz pode ser extremamente agradável, do ponto de vida humano, mas poderíamos viver sem o amor de Cristo? Não se sujeitar à cruz, é o mesmo que renunciar a seguir Jesus.
Jo.16:33 – “Tenho-vos dito isto para que tenhais paz em mim; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.”
As aflições são momentâneas e passageiras, mesmo quando atravessamos vales sombrios.
Sl.23:4 – “Ainda que eu andasse  pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, pois tu estás comigo.”
Esta era a certeza do salmista, e precisamos renovar esta certeza  de fé para que este peso se torne mais leve.
Viver em Cristo e com Cristo nos dá a grande perspectiva da vitória, porque em todas as coisas somos mais que vencedores.


Nenhum comentário: