quinta-feira, 13 de outubro de 2016

PALAVRA DA JUSTIÇA




 Is.45:23 – “Por mim mesmo tenho jurado, saiu da minha boca a palavra da justiça, e não tornará atrás: que diante de mim se dobrará todo o joelho, e por mim jurará toda a língua.”
Deus tem um compromisso irrevogável com a sua Palavra!
Is.55:11 – “Assim será a palavra que sair da minha boca: ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.”
Um dia, todos nós seremos julgados, porque nada está oculto diante de Deus, nem nossos pensamentos, ações ou obras, o bem e o mal que praticamos já está descortinado diante de nosso Justo Juiz.
A palavra enviada por Ele, desde o princípio será mantida, e nem um jota ou um til pode ser tirado ou acrescentado.
Mt.5:18 – “Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.”
Diante desta evidência até os demônios crêem e temem. (Tg.2:19)
Rom.14:11 – “Porque está escrito: diante de mim todo o joelho se dobrará e toda a língua confessará a Deus.”
Está escrito, é determinante! Todos haveremos de comparecer ante o tribunal de Cristo. (Rom.14:10b)
Na palavra todos, está implícito: não há exceção!
Sl.96:13 – “Ante a face do Senhor, porque vem, porque vem a julgar toda a terra e julgará o mundo com justiça e os povos com a sua verdade.”
Prostrar de joelhos significa total rendição, é a aceitação dos desígnios que nos está proposto.
Fil.2:10 – “Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra e debaixo da terra.”
Aqui está a prova! Vivos ou mortos, anjos ou demônios, o julgamento atinge a toda criação.
É tempo de reflexão, é tempo de limparmos todos os canais de acesso ao trono de Deus, porque todo aquele que se arrepende e confessa que Jesus é o Senhor receberá o veredito:
Mt.25:34 – “Vinde benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo.”
Temos livre-arbítrio, somos nós que escolhemos onde queremos passar a eternidade.




Nenhum comentário: