terça-feira, 2 de maio de 2017

CONSELHOS E CONSELHEIROS



 Pv.11:14 – “Não havendo sábia direção o povo cai, mas na multidão de conselheiros há segurança.”
Questiono seriamente se conselho é bom. No dito popular se prega que “se conselho fosse bom não se dava, vendia-se.”
Existem dois tipos de conselhos, e obviamente, dois tipos de conselheiros: os bons e os maus.
Se passearmos pela bíblia, veremos que havia uma montanha conhecida como a Montanha do Mau Conselho, formada num dos picos do Monte das Oliveiras, onde Caifás, o sumo-sacerdorte, se reuniu para determinar a morte de Jesus.
Quando ouvimos e seguimos os maus conselhos, certamente estamos nos distanciando de Deus, e existem muitos conselheiros cuja finalidade é a destruição e o afastamento dos propósitos que o Senhor tem para nossas vidas.
Exemplificamos pela vida de Jó, em sua luta ferrenha entre a luz e as trevas e suas queixas contra seus conselheiros que o afligiam dia e noite.
Jó 12:5 – “Tocha desprezível é na opinião do que está descansado, aquele que está pronto a tropeçar com os pés.”
Em sua angústia, Jó percebe que aqueles a quem considerava seus amigos o estava conduzindo a uma depressão ainda maior do que a que já estava passando com a perda de sua família, seus bens e de sua saúde, levando-o a uma culpa exacerbada, quando ele mesmo reconhecia que estava sendo provado por Deus, e ele aponta como seria um bom conselheiro:
O bom conselheiro usaria de sabedoria, dando força e entendimento, livraria dos aprisionamentos, transtornaria os poderosos (Jó:12:12,23).
Neste caso, seriam os anciãos que julgariam a causa retamente, não impondo nenhum castigo ao inocente.
Sl.41:9 – “Até meu próprio amigo íntimo, em quem eu tanto confiava, que comigo comia do meu pão, levantou contra mim seu calcanhar.”
Os argumentos usados por Jó indignaram Elifaz, seu amigo, que com arrogância lhe diz:
Jó 15:7,8 – “És tu porventura o primeiro homem que foi nascido, ou foste gerado antes dos outeiros? Ou ouviste o secreto conselho de Deus e a ti só limitaste a sabedoria?”
Jó rejeita o conselho de seus amigos e lhes responde:
Jó:21:16b – “Esteja longe de mim o conselho dos ímpios.”
Precisamos pedir a direção do Senhor para nos afastar dos maus conselheiros.
Sl.1:1 – “Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se assenta na roda dos escarnecedores.”
A regra determinante é esta: pedir discernimento ao Senhor para entender por quem estamos sendo aconselhados.
Em Isaías 9:6 este conselheiro nos é apresentado:
“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre seus ombros, e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade e Príncipe da Paz.”
Este é o Senhor Jesus, que nos aconselha, mesmo quando estamos dormindo.

Nenhum comentário: