quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

EXALANDO O BOM PERFUME




II Co.2:14,15 – “E graças a Deus, que sempre nos faz triunfar em Cristo, e por meio de nós manifesta em todo o lugar o cheiro do seu conhecimento, porque para Deus, somos o bom perfume de Cristo.”
O uso de perfumes era muito comum no meio do povo oriental.
Os perfumes líquidos (óleos aromáticos) ou sólidos, como o incenso, eram amplamente conhecidos e usados nos tempos bíblicos. Fazer perfumes era uma arte muito elaborada. Uma das instruções dada a Moisés, na construção do tabernáculo foi a composição destes perfumes; e Deus habilitou perfumistas para fazerem o óleo da unção e o incenso.
Ex.30:22 – “Falou mais o Senhor a Moisés, dizendo: Tu pois toma para ti das principais especiarias, da mais pura mirra, quinhentos siclos, e de canela aromática a metade, a saber duzentos e cinqüenta siclos e de cálamo aromático duzentos e cinqüenta siclos, e de cássia, quinhentos siclos, segundo o siclo do santuário, e de azeite de oliveira um him. E disto farás o azeite da santa unção.”
Ex,30:35 – “Disse mais o Senhor a Moisés: Toma substâncias aromáticas estoraque, e onicha, e gálbano, estas especiarias aromáticas e o incenso puro de igual peso, e disto farás incenso, um perfume segundo a arte dos perfumistas, temperado, puro e santo.”
Em Neemias, quando este foi designado para reconstrução do templo que havia sido destruído, Deus também não se esqueceu deste detalhe:
Nee.3:8 – “Ao seu lado reparou Uziel, filho de Haraias, um dos ourives e ao seu lado  Hananias filho de um dos boticários, e fortificaram a Jerusalém, até o muro largo.”
Os boticários eram os perfumistas aptos a misturarem as essências aromáticas para exalar o bom perfume!
Vemos que o Senhor é Deus de detalhes e nada lhe passa despercebido.
Até hoje é comum nos banquetes oferecidos pelos orientais, principalmente entre os árabes, o hábito de passarem uma bandeja cheia de maçãs para que os convidados desfrutem  deste bom aroma.
Pv.27:9 – “Como o óleo e o perfume alegra o coração, assim o amigo encontra doçura no conselho cordial.”
Antes de sua morte, Jesus foi ungido com perfume:
Jo.12:13 – “ Então Maria, tomando de uma libra de bálsamo de nardo puro, mui precioso, ungiu os pés de Jesus e os enxugou com seus cabelos e encheu=se toda a casa com  cheiro do perfume de bálsamo.”
Maria, irmã de Lázaro, inspirada pelo Espírito Santo já preparava a unção para que o Senhor Jesus não tivesse o cheiro da morte a que seria submetido.
Jo.12:7 – “Jesus entretanto disse: Deixai-a para que ela guarde isto para o dia que me embalsamarem.”
O perfume que exalamos é a vida de Cristo em nós, através do nosso conhecimento interior da Palavra de Deus. Nossas orações alcançam o trono de Deus como perfume de suave aroma.
Ef.5:2 – “Andai em amor, com o Cristo nos amou e se entregou a si mesmo por nós, como oferta de sacrifício em aroma suave.”
Ct.1:3 – “Para cheirar são bons os teus unguentos, como ungüento  derramado é o teu nome, por isto as virgens te amam.”
O nome de Cristo é o perfume derramado em sua noiva, a Igreja.

Nenhum comentário: