sábado, 2 de maio de 2015

SERVIR COM ALEGRIA


At..20:24 – “Mas em nada tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira  e o ministério que recebi do Senhor Jesus para dar testemunho do evangelho da graça de Deus.”
Para servirmos a Deus, precisamos de humildade e simplicidade de coração.
Ciladas, armadilhas e tentações não devem impedir-nos de servi-Lo. Paulo estava preparado para enfrentar qualquer tipo de tribulação, mesmo a prisão e a morte.
Os desafios seculares são grandes, mas mesmo assim não podemos perder a alegria.
Hb.12:1,2 – “Nós também, rodeados de tão grande número de testemunhos, deixemos de lado todo o embaraço.”
Todos os heróis da fé listados na Bíblia enfrentaram situações de risco, e muitos foram martirizados, mas suportaram todo tipo de afronta por terem os olhos fixos na herança celestial. A alegria de saber que podemos vencer e alcançar nossa 'coroa' não deixa espaço para o fracasso e a dúvida.
Fil.2:8 – “E achado em forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até a morte, e morte de cruz.”
Quem era condenado à crucificação era tido como maldito, mas Jesus suportou esta sentença para nosso resgate.
Mc.8:31 – “Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome sua cruz e siga-me.”
O chamado do Senhor é para ser cumprido; portanto, obedeça e sirva com alegria. Deus quer que alcancemos os alvos propostos por Ele, mas somente quando estivermos com nossos olhos firmados em Jesus, o autor e consumador de nossa fé, poderemos vencer. Não podemos nos distrair, porque correremos o risco de perder o alvo.
Quem perde a vida por Jesus achará a vida eterna (Mc.8:35). Encare os prejuízos, sem perder o foco, porque o inimigo tenta estremecer nossa fé através de nossas emoções.
II Co.4:8 – “Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados.”
Nossas vidas estão guardadas em Cristo Jesus, mas temos um tesouro mantido em nossos corpos mortais para que a excelência de Deus possa ser manifesta (II Co.6:4,7).
É através de nossas atitudes que podemos manifestar a graça e o amor de Deus, produzindo sobre o mundo um efeito transformador. Mesmo que nosso exterior esteja sendo destroçado, podemos ser renovados a cada dia, porque vivemos por fé, não por vista.
II Co.4:7 – “Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz um peso eterno de glória que levaremos para a eternidade.”
Mesmo que o céu se feche como bronze, sempre teremos acesso ao trono do Pai se continuarmos a servi-Lo com alegria.

Nenhum comentário: