domingo, 2 de julho de 2017

JOSÉ – TIPIFICAÇÃO DE CRISTO



José, 11º filho de Jacó (Israel), nascido de Raquel, sua amada ou preferida, filho de sua velhice.
Gn.37:3ª – Ora, Israel amava mais a José que a todos os seus filhos, porque era filho de sua velhice.
Ao falar aos seus irmãos de seus sonhos proféticos (Gn.37:6,10), despertou-lhes, além do ciúmes que já sentiam, a ira, e planejaram matá-lo.
Por intervenção de Rubem, atiraram-no num poço, mas depois resolveram vendê-lo por 20 siclos de prata (Gn.37:28).
Apresentaram sua túnica manchada de sangue de cabrito ao pai.
Os midianitas o venderam a Potifar, oficial de Faraó.
Gn39:2 – O Senhor era com José, que veio a ser um homem próspero; e estava na casa do seu senhor egípcio.
Potifar percebeu que José era íntegro e sábio e que a mão de Deus era sobre ele; e o fez mordomo de todos os seus bens. Além disso, José era formoso de porte e de aparência, o que despertou a atração da mulher de Potifar, que tentou seduzi-lo. (Satanás usou da mulher de Potifar para tentá-lo)
Gn. 39.9b – Como cometeria eu tamanha maldade, e pecaria contra Deus? Mt. 4:7 – Jesus respondeu a Satanás: Não tentarás o Senhor teu Deus.
Acusado falsamente, como Jesus, foi aprisionado e mesmo durante o período em que esteve preso (Gn.39:21,23), o Senhor era com ele e o fez prosperar e reinar na própria prisão, e isto nos é um grande ensinamento, pois devemos aprender a reinar mesmo estando encarcerados.

Quando o copeiro e o padeiro quiseram a interpretação de seus sonhos, José lhes falou: Porventura não pertencem a Deus as interpretações? Mostrando assim que sua vida era de perfeita comunhão com Deus.
Na interpretação dos sonhos do copeiro e do padeiro, vemos semelhanças com a vida, morte e ressurreição de Jesus:

Padeiro – seu destino foi a morte – referindo-se a Jesus, o pão da vida, que foi moído.
Copeiro – servia o vinho – as uvas foram espremidas e foi servido num copo ao Faraó – o sangue foi derramado – mas o copeiro foi reabilitado em 3 dias. Ressurreição de Cristo – 3 dias.
Pureza pessoal – santificação – não aceitou adulterar com a mulher de Potifar, nem trair aquele que nele confiava.
Sentimento de vingança – A lei era olho por olho, dente por dente, e José não se vingou nem contra sua prisão injusta nem contra seus irmãos.
Prova de fé e obediência – Cria vitória, prosperidade e volta da unidade familiar.
Nem sempre a recompensa à fidelidade é imediata. Em Mt.5:10, Jesus nos diz que seremos perseguidos por causa da justiça, e que somos bem-aventurados por isso.
Paciência – Esperou ainda 2 anos para que o copeiro se lembrasse dele na prisão.
Humildade – Gn.4l:16 – Não está isto em mim; mas Deus dará a resposta favorável a Faraó. José interpretou o sonho de Faraó e foi exaltado.

A probabilidade da elevação de um estrangeiro a um alto cargo no Egito tem sido posta em dúvida, mas os registros egípcios provam que tal acontecimento, embora fosse raro, não foi de modo nenhum excepcional.
Faraó providenciou uma esposa para José, Azenate, que representa a Igreja, chamada para fora do mundo a fim de ser a noiva de Cristo durante o período de rejeição dos seus irmãos.
Gn. 4l:46 – Era José da idade de 30 anos, quando se apresentou a Faraó, rei do Egito, e andou por toda a terra do Egito. Mesma idade que Jesus começou seu ministério e percorreu toda a terra.

Filhos de José: Gn.42 – 51,52:
Manassés – O que faz esquecer – ou o que ensina a perdoar – ou o que perdoa.
Efraim – Fiel – Duplamente frutífero.

São dois povos: O povo escolhido e a Igreja.
Gen. 45:5 – Agora pois, não vos entristeçais, nem vos irriteis contra vos mesmos por me haverdes vendido para aqui, porque para a conservação da vida Deus me enviou diante de vós.  Deus me enviou adiante de vós, para conservar a sucessão na terra, e para vos preservar a vida por um grande livramento.
Jo.14:1,2 – Não se turbe o vosso coração, crede em Deus e crede também em mim.
Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vô-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar.

O plano de Deus em Jesus é o da reconciliação familiar. Sermos um só povo de um só Deus. José foi antecessor espiritual de Cristo.




Nenhum comentário: